Segundo Tempo: não serei um empecilho

tags Intermediário

Introdução: Pedro Parente deixa a Petrobras, e investidores lidam com a maior interferência política, num contexto de governo enfraquecido. O dólar sobe contra o real, reagindo também à valorização da moeda dos EUA no exterior. Lá, dados fortes do mercado de trabalho mantém a perspectiva de juros mais altos à frente. As bolsas de NY, ainda assim, operam no azul, em linha com seus pares da Europa.


CENÁRIO EXTERNO: BONS NÚMEROS DO MERCADO DE TRABALHO AMERICANO.

O “básico” sobre os mercados… As bolsas da Europa fecham o pregão em alta, reagindo às menores incertezas políticas. O dólar segue forte no exterior, e ganhou forças após dados do mercado de trabalho dos EUA. Os juros das Treasuries seguem em alta (10 anos ao redor de 2,90%). Nos EUA, o índice S&P 500 sobe 1%, às 15h, horário de Brasília. O índice VIX recua 11%, um reflexo da menor volatilidade lá fora, e da menor percepção de risco nos mercados. É, portanto, um dia mais positivo para ativos de risco.

Dados do mercado de trabalho americano… Segundo o Relatório de Empregos de maio, o desemprego recuou de 3,9% para 3,8%. Foram criados 223 mil empregos, acima dos 190 mil esperados. A média móvel de 3 meses passou de 213 mil para 179. A média dos salários-hora subiu de 2,6% para 2,7%, nas comparações com o mesmo período do ano passado. Frente a abril, os salários subiram 0,3%, acima dos 0,2% esperados. Segundo o NYT, “Ficamos sem palavras para descrever o quão bons foram os números de emprego”.


BRASIL: PARENTE FORA DA PETROBRAS.

Números da indústria mostram fraqueza… Segundo o índice PMI, o setor industrial perdeu fôlego: passou de 52,3 pontos em abril para 50,7 em maio. Pouco acima dos 50 pontos, ainda sinaliza expansão à frente, embora bem tímida. As paralizações dos caminhoneiros aumentaram a preocupação com o ritmo de atividade neste 2º trimestre, e reforçam o viés de baixa sobre a nossa projeção de PIB de 2,0% para este ano.

Parente está fora da Petrobras… O presidente pediu demissão, após conversa com o presidente Temer. A notícia, que veio à tona na Bloomberg pouco após as 11h, mexeu, e muito, com os papéis da empresa. A incerteza quanto ao futuro da gestão aumentou, e não está claro quem é que assumirá a estatal. Segundo coluna do Estadão, “há uma torcida para que o atual diretor financeiro da Petrobras, Iván Monteiro, seja o escolhido”. Mas, “Para interlocutores, Monteiro disse que não aceitaria a vaga se fosse convidado”. Registre-se: dada a crescente interferência política, vínhamos mais céticos quanto ao desempenho das ações no curto prazo. Foi justamente isto que nos levou a retirar a empresa das recomendações da nossa Carteira Top Picks para Junho, que divulgamos horas antes da saída de Parente vir à tona.


Sobre a carta de Parente… Em carta, o agora ex-presidente da empresa reconhece: “Tenho refletido muito sobre tudo o que aconteceu. Está claro, Sr. Presidente, que novas discussões serão necessárias. E, diante deste quadro fica claro que a minha permanência na presidência da Petrobras deixou de ser positiva e de contribuir para a construção das alternativas que o governo tem pela frente”. Mais: “Não tenho qualquer apego a cargos ou posições e não serei um empecilho para que essas alternativas sejam discutidas”.

E os mercados locais? Apesar do exterior mais positivo, as incertezas políticas crescentes – somadas à questão da Petrobras – repercutem de forma negativa por aqui. A percepção de risco, medida pelo CDS de 5 anos, sobe 4%, aos 235 pontos base. O dólar fica acima de R$3,76. No mercado de juros, algum viés baixista nos vértices mais curtos. O Ibovespa oscilou entre altas e baixas. Ao redor das 15h, o Ibovespa registra leve alta, próximo dos 77.280 mil pontos.


    Sobre as oscilações do pregão:

    Ibovespa: : +0,71%, aos 77.298 pontos;
    Real/Dólar: +0,94%, cotado a R$3,7592;
    Dólar Index: +0,23%, 94,196;
    DI Jan/21: -10 pontos base; 8,790%;
    S&P 500: +0,96%, aos 2.731 pontos.

    *Por volta das 15h11, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

    Contatos

    Renda Variável*


    Luis Gustavo Pereira – CNPI
    [email protected]

    Equipe Econômica

    Ignácio Crespo
    [email protected]

    Lucas Stefanini
    [email protected]

    Rafael Gad
    [email protected]

    *A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
    “Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
    Ignacio Crespo Ignacio Crespo

    Economista

    Mestre em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/EPGE), e graduado em Ciências Econômicas pelo INSPER. Foi professor assistente do Mestrado Profissional em Economia do INSPER, ministrando aulas sobre Macroeconomia e Política Monetária. De 2013 até agosto de 2018 atuou como economista-chefe da Guide Investimentos. Desde então, atua como consultor externo da Guide.

    244 visualizações

    relacionados

    Bitnami