Segundo Tempo: A direcao e clara (e de alta)

tags Intermediário

Introdução: As bolsas sobem nos EUA, e a volatilidade apresenta leve recuo no exterior. Nos EUA, pedidos de bens duráveis surpreenderam positivamente. O dólar mantém viés altista no mundo. Aliás, o real é uma das piores moedas dos emergentes hoje, a despeito das intervenções do BC. Amanhã, às 10h, sairá a pesquisa Ibope. Segundo dados do BC, a inadimplência teve leve recuo em maio. Por aqui, Ibovespa se sustenta acima dos 71 mil pontos; mas a percepção de risco país segue em alta. O CDS de 5 anos oscila ao redor dos 266 pontos base.


CENÁRIO EXTERNO: PETRÓLEO SOBE MAIS DE 2%.

O “básico” sobre os mercados… As bolsas da Europa sobem, e o movimento de alta é acompanhado pelas bolsas dos EUA. Às 11h53, o índice S&P 500 subia 0,7%. No mês, sobe 1,3%. O dólar se mantém forte no exterior, enquanto os juros das Treasuries recuam (10 anos ~2,85%). As commodities seguem mistas. O petróleo (brent ) sobe mais de 2%, cotado ao redor de US$77,5/barril. Restrições à demanda da commodity do Irã contribuem para isto – um claro contraponto à maior oferta acordada pela Opep na semana passada.

Bens duráveis nos EUA… Os pedidos de bens duráveis nos EUA recuaram 0,6% em maio, na comparação com abril. O resultado foi melhor do que o esperado pelo mercado (-1,0%), segundo pesquisa da Bloomberg. Esta é uma leitura preliminar. Mais: o número anterior, de abril, foi revisado, de -1,6% para -1,0%.

Ligeira melhora do humor externo… A volatilidade, medida pelo índice VIX, voltou a recuar. Ao menos, nas últimas horas, apagou a alta registrada pela manhã. Como falamos pela manhã (no Mercados Hoje ), os EUA parecem optar por restrições mais “soft” contra a China, no que diz respeito às políticas comerciais. Ao invés de criar um novo regime para os investimentos chineses no país, os EUA optaram por fazer ajustes às regras existentes.


BRASIL: DÓLAR MANTÉM VIÉS ALTISTA.

Pesquisa DataPoder360… Foi registrada uma pesquisa no TSE (BR-05297/2018), com abrangência nacional. Será feita entre os dias 25 de junho e 1º de julho; com divulgação prevista para o dia 2 de julho. A margem de erro será de 2 p.p. para mais ou para menos, e será feita por meio de ligações automatizadas para telefones fixos e celulares. Aqui, a íntegra do questionário.

Pesquisa Ibope… A Confederação Nacional da Indústria (CNI) informou há pouco que a pesquisa contratada será divulgada amanhã, às 10h. Haverá uma entrevista coletiva sobre o estudo com o gerente executivo de Pesquisas da Confederação, Renato da Fonseca (10h30). O mercado certamente prestará atenção a estes dados.

Dados de crédito… A média diária das concessões de crédito livre, em maio, recuou 1% em termos reais, na comparação com o mês de abril. Nesta comparação, as concessões de crédito direcionado avançaram 7,7%. Ao todo, considerando tanto o livre quanto o direcionado, as concessões recuaram 0,3%. A inadimplência total do sistema recuou, de 3,3% para 3,2%. Também vale notar: manteve-se em 46,6% a razão “crédito total sobre PIB”.

Sobre os mercados… O Ibovespa começou o dia sem direção clara, mas tenta firmar-se em alta, pouco acima dos 71 mil pontos. O dólar e os DIs também sobem, em dia de maior aversão a risco. Ao redor das 12h30, o CDS de 5 anos subia mais de 1%, em torno de 266 pontos base; e o dólar futuro subia mais de 1,3%, acima de R$3,82. Aliás, o real é, dentre as moedas dos emergentes, um dos piores desempenhos, a despeito das intervenções do BC. Em suma: a direção para o dólar segue sendo de alta, permeado por incertezas na política doméstica, e um quadro externo mais desafiador.


    Sobre as oscilações do pregão:

    Ibovespa: : -0,32%, aos 71.177 pontos;
    Real/Dólar: +1,29%, cotado a R$3,851;
    Dólar Index: : +0,46%, 95,107;
    DI Jan/21: +11 pontos base; 9,550%;
    S&P 500: +0,54%, aos 2.738 pontos.

    *Por volta das 12h37, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

    Contatos

    Renda Variável*


    Luis Gustavo Pereira – CNPI
    [email protected]

    Equipe Econômica

    Ignácio Crespo
    [email protected]

    Lucas Stefanini
    [email protected]

    Rafael Gad
    [email protected]

    *A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
    “Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/2010, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
    Ignacio Crespo Ignacio Crespo

    Economista

    Mestre em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/EPGE), e graduado em Ciências Econômicas pelo INSPER. Foi professor assistente do Mestrado Profissional em Economia do INSPER, ministrando aulas sobre Macroeconomia e Política Monetária. De 2013 até agosto de 2018 atuou como economista-chefe da Guide Investimentos. Desde então, atua como consultor externo da Guide.

    185 visualizações

    relacionados

    Bitnami