Segundo Tempo: (Desculpa?) Meirelles

tags Intermediário

Introdução: As bolsas no exterior passam por um movimento de correção, em meio a um dólar mais fraco e uma valorização das commodities. Aqui, no Brasil, os mercados locais acompanham a sessão mais negativa do exterior: o Ibovespa recua, mas permanece nos 78 mil pontos. Do “lado” político, o mercado acompanha as possíveis trocas ministeriais. Do “lado” macro, investidores digerem dados do IPCA. Os movimentos seguem, portanto, em linha com o esperado no início do dia.


CENÁRIO EXTERNO: DIA DE REALIZAÇÃO.

O “básico” dos mercados… As bolsas no exterior passem por um momento de correções. Na Europa, os mercados encerram sem direções claras; enquanto, em NY, os mercados operam em baixa desde a abertura. Para as commodities, em dia de alívio para o dólar, o dia segue com um viés mais positivo (brent opera próximo de US$ 69/barril). Em suma: oscilações semelhantes a aquelas que comentamos pela manhã.

Reflexos chineses… A possível desaceleração das compras da China dos títulos dos EUA segue como principal destaque dos mercados (veja mais no Mercados Hoje). A reação foi imediata nos ativos. Os juros dos títulos americanos de 10 anos, por exemplo, avançavam mais de 2,59%.

Rali do Barril… O petróleo estende o rali observado ontem. É a 3ª alta consecutiva. A commodity abriu a sessão em alta, após relatório do Departamento de Energia (DoE) dos EUA em que revisou para cima as projeções de preços da commodity para 2018. Neste início da tarde, entretanto, o petróleo reduziu seus ganhos. Os dados semanais da commodity nos EUA vieram mistos. Os estoques de Petróleo seguem recuando acima da previsão dos analistas; mas os estoques de gasolina decepcionam o consenso. Em nossa visão, o brent deve permanecer nos níveis atuais, entre US$ 60-70/barril.

Monitorando os riscos… No “campo” geopolítico, um destaque: O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, deu créditos ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por ter ajudado a desencadear as primeiras conversas intercoreanas em mais de dois anos. “Quero demonstrar minha gratidão“, disse Moon. Mais: o presidente ainda advertiu que a Coreia do Norte irá enfrentar sanções mais fortes. Seja como for, o “risco geopolítico” é algo que influenciar nos movimento dos ativos de riscos internacionais nos próximos dias.


BRASIL: DIA DE IPCA (E, TAMBÉM, DE REALIZAÇÃO.

Realização… O Ibovespa se mantém no campo negativo, dando sequência aos movimentos observados ontem. Em mais um dia de realização, o índice opera em baixa desde a sua abertura. O índice permanece acima dos 78 mil pontos, ainda pressionados pelo setor financeiro. Saúde, diga-se de passagem, é o setor mais resiliente do Ibovespa nesta 4ª. Vale notar: os ares menos favoráveis para ativos de riscos no exterior é algo que pressiona os mercados locais.

Ruídos vindo dos ministérios… A defesa da deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) entrou nesta manhã com um novo recurso no Tribunal Regional Federal (TRF-2) para reverter a decisão que barrou a posse de Cristiane do cargo de ministra do Trabalho. Temer já comunicou que esperará uma decisão final da Justiça. No caso de decisão negativa do TRF, o governo apresentará novo recurso ao STF, de competência exclusiva da presidente do colegiado (Carmen Lúcia). A expectativa é que Carmen decida antes do fim do recesso, caso a questão chegue à Corte.

E, suas consequências… A decisão que barrou a posse de Cristiane Brasil já produz ruídos, e reflexos, com relação a Previdência. O líder do PTB na Câmara, Jovair Arantes (GO-PTB), disse ser “inevitável” o atraso na discussão sobre a Previdência na bancada. “Agora vamos ter que esperar a solução do Ministério para voltar ao assunto“, disse Arantes. Lembrando: o PTB detêm 16 deputados. São votos decisivos para aprovar ou derrubar a reforma da Previdência.

Sobre a Eletrobrás… O deputado Danilo Cabral (PSB-CE) entrou nesta manhã com uma ação popular com pedido de liminar para suspender a medida provisória 814, que permite a privatização da Eletrobras. Como falamos no último relatório do Segundo Tempo, O tempo é curto, mas a perspectiva ainda é positiva, em nossa opinião. A notícia, por sinal, é algo que continua a pressionar os papéis da estatal.

Enviando cartas à Brasília… Do lado “macro”, o mercado digere os dados do IPCA de mês de dezembro (veja mais no Mercados Hoje). O resultado ficou abaixo do mínimo permitido, descumprindo a meta, de 3%. Assim, o BC divulgará, às 16h00 desta 4ª feira (10), a carta aberta a ser enviada pelo presidente da instituição, Ilan Goldfajn, ao presidente do Conselho Monetário Nacional, ministro Henrique Meirelles. O presidente Ilan Goldfajn falará com a imprensa às 18h.

Mais sobre os mercados… O dólar opera em leve queda frente ao real, em dia mais negativo para a moeda americana ante aos emergentes. A percepção de risco-país, medida pelo CDS de 5 anos, registra uma leve alta, oscilando ao redor dos 148 pontos base. Por fim, no mercado de juros, DIs seguem sem direções claras, embora os mais curtos são pressionados para cima. O movimento é um ajuste após dados surpreendentes do IPCA. Algo que também reduz as apostas de mais uma alta em março, como foi especulado no mercado. Em suma: conforme o esperado pela manhã, temos um dia menos favorável para os ativos locais.

Rafael Gad Passos – Equipe Econômica

 


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: -0,46%, aos 78.498 pontos;
Real/Dólar: -0,34%, cotado a R$3,238;
Dólar Index: -0,35%, 92,216;
DI Jan/21: +03 pontos base; 8,930%;
S&P 500: -0,23%, aos 2.745 pontos.

*Por volta das 14h37, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

Equipe Econômica

Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

61

relacionados

Bitnami