Segundo Tempo: Atenção ao comunicado

tags Intermediário

Introdução: O ambiente para as bolsas globais segue, na margem, mais positivo. Mas seria um erra considerar que a preocupação com a “guerra comercial” ficou para trás. Pelo contrário. A tendência é que este continue a ser um tema relevante à frente. O dólar mantém viés altista frente às moedas dos emergentes. No Brasil, investidores esperam decisão do BC. Será importante ler – e interpretar – o comunicado oficial. No front político, Instituo Paraná mostra que Alckmin (PSDB) está numericamente atrás de Bolsonaro (PSL) em SP. Rodrigo Maia (DEM) tem a sua reeleição encaminhada a partir de 2019, no comando da Câmara.


CENÁRIO EXTERNO: O ALÍVIO CONTINUA.

O “básico” sobre os mercados… A volatilidade segue em baixa no exterior (índice VIX, ao redor das 14h, recuava quase 6%), e as bolsas sobem nos EUA. Na Europa, a sessão também foi mais positiva, seguindo desempenho da Ásia. As commodities mantém viés mais negativo, em meio a um dólar mais forte frente à maioria das bolsas dos emergentes. O petróleo (Brent) oscila na casa dos US$74/barril, em baixa de mais de 1%. Os juros dos títulos dos EUA seguem em alta (10 anos ~2,91%). Em suma: o alívio para ativos de risco continua no exterior.

Impactos da guerra comercial… O setor agro dos EUA sofre com as ameaças de Donald Trump. Os preços da soja, por exemplo, são prova disto. Após a China colocar a commodity na lista de importações sujeitas a 25% de aumento das tarifas, os preços internacionais recuaram, prejudicando o setor americano, aponta matéria do Financial Times. No mês, a soja recua aproximados 12%. Também vale frisar: no ano passado, foram US$14 bi de soja exportados dos EUA ao país asiático — o “produto” de maior expressão, considerando produtos do setor agro. Vale notar: às vésperas da midterm election (em novembro), Trump ameaça perder o apoio daqueles que na última eleição presidencial, em 2016, o apoiaram.

Na agenda de hoje… Investidores estiveram atentos às falas dos banqueiros centrais, em Sinta, Portugal. Além de Powell, falaram Draghi e Kuroda. O evento foi veiculado pelo site do próprio BC europeu, e pode ser visto na íntegra (aqui).


BRASIL: À ESPERA DO COMUNICADO.

Maia, encaminhado para 2019… Atual comandante da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), já estaria com a sua reeleição encaminhada. Deve desistir de sua pré-candidatura ao Planalto em breve. Os partidos do chamado “centrão” — PP, PR, DEM, SD e PRB – não teriam restrições ao nome de Maia. Aliás, o “centrão” também conversou com a maioria dos pré-candidatos à Presidência, e nenhum apresentou restrições.

“Com as atuais regras eleitorais, nenhum presidente da República eleito terá maioria no Congresso sem o apoio dos partidos do autodenominado centro. Isso inclui o Centrão, o MDB (51 deputados) e o PSD (38)”, aponta o DRIVE, do jornalista Fernando Rodrigues.

Em SP, como está Alckmin? O candidato pelo PSDB perde, numericamente, de Jair Bolsonaro (PSL), considerando pesquisa do Instituto Paraná, e que considera o Estado de SP. Pontua de 16,7% a 19,1% contra uma variação de 20,6 a 21,6% de Bolsonaro. A pesquisa foi feita entre os dias 13 e 18 deste mês. A margem de erro é de 2 p.p., para mais ou para menos.

Pesquisas eleitorais… Uma pesquisa do DataPoder360, já registradas no TSE, referente ao Estado de MG (BR-02993/2018), questiona a população sobre as eleições presidenciais. Data de registro dia 19/junho; divulgação prevista dia 25/junho (próxima 2ª feira). A pesquisa será iniciada hoje (dia 20), e seu término será dia 25. Aqui, o LINK da pesquisa, na íntegra.

2º dia de Copom… O mercado segue à espera da decisão do BC, que sairá hoje, após o mercado. A Selic deve continuar estável, em 6,50%, mas vale prestar atenção ao comunicado oficial. No mercado, tem diminuído a aposta de elevação neste momento. Ainda não parece estar 100% nos preços a estabilidade, apesar do viés de baixa nos DIs mais curtos.

Agenda de hoje… No front macro, serão divulgados hoje os números do mercado de trabalho formal, às 17h (Caged). Para maio, esperamos uma criação líquida de vagas formas na casa de 60 mil. No front político, à noite, segundo a imprensa, a pré-candidata Marina Silva (Rede) terá jantar na casa de Luciano Huck, no RJ. Antes disso, Marina vai participar de uma conversa pública com o grupo Roda Democrática, que tem vínculos com integrantes do PPS. Huck, diga-se de passagem, quase se filiou ao PPS, quando ainda pensava concorrer ao Planalto.

Rumo aos States… O ministro Eduardo Guardia (Fazenda) e os secretários da Receita, Jorge Rachid, e de Política Econômica, Fabio Kanczuk, viajam hoje para os EUA. Reúnem-se com o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin. O modelo de tributação deve estar na pauta das conversas, claro.

E os mercados hoje? Em linha com o esperado pela manhã (veja no Mercados Hoje ), a bolsa apresenta um viés altista, e os DIs recuam. A percepção de risco país, medida pelo CDS de 5 anos, segue em baixa (ao redor das 14h, recua mais de 1%, por volta de 269 pontos base). Mas vale notar: ao longo da sessão, o Ibovespa vinha perdendo forças e, pouco após as 14hrs, já operava estável. Por fim, para o dólar, a direção é menos clara – algo que não nos surpreende. O BC segue atuante, mas o viés para o dólar no exterior segue sendo de alta.


    Sobre as oscilações do pregão:

    Ibovespa: : 0,48%, aos 71.736 pontos;
    Real/Dólar: +0,18%, cotado a R$3,753;
    Dólar Index: -0,02%, 94,996;
    DI Jan/21: +05 pontos base; 9,630%;
    S&P 500: +0,34%, aos 2.772 pontos.

    *Por volta das 14h54, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

    Contatos

    Renda Variável*


    Luis Gustavo Pereira – CNPI
    [email protected]

    Equipe Econômica

    Ignácio Crespo
    [email protected]

    Lucas Stefanini
    [email protected]

    Rafael Gad
    [email protected]

    *A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
    “Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/2010, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
    Ignacio Crespo Ignacio Crespo

    Economista

    Mestre em Economia pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/EPGE), e graduado em Ciências Econômicas pelo INSPER. Foi professor assistente do Mestrado Profissional em Economia do INSPER, ministrando aulas sobre Macroeconomia e Política Monetária. Desde 2013, é o economista da Guide Investimentos, responsável pelas análises de economia nacional e internacional. Twitter: @IgnacioCrespo10

    115

    relacionados

    Bitnami