Segundo Tempo: ambiente de incertezas

tags Intermediário

Introdução: No exterior, o ambiente para ativos de risco é positivo. As bolsas dos EUA sobem, enquanto os mercados na Europa encerraram, em sua maioria, com ganhos. Lá fora, o dólar segue mais fraco, e as commodities tem dia mais negativo. Aqui, no Brasil, prevalece o ambiente de incertezas locais. O Ibovespa recua, e o dólar e DIS avançam neste início de tarde.


CENÁRIO EXTERNO: DIA DE MENOR AVERSÃO A RISCO.

Mercados… O dólar ainda mais fraco frente às principais, e os juros das Treasuries sobem (10 anos ~2,97%). A maioria das commodities tem sessão mais negativa. O brent recua, e oscila entre US$ 74-75/barril. Nos EUA, tanto o S&P 500 quanto o Dow Jones e Nasdaq sobem, após dia mais positivo das bolsas na Europa. O índice VIX, um termômetro da aversão a risco, recua pouco mais de 3% hoje.

O fim do QE… O mercado volta a especular a duração do programa de estímulos monetários do BCE. Falamos disto no Mercados Hoje. Peter Praet, economista chefe da instituição, sinalizou que a fraqueza econômica da região é transitória, e que a inflação deverá começar a subir nos próximos meses. Segundo Praet, a inflação atingirá a meta de 2% do BCE neste ano. É neste contexto que aumentam a expectativa de que o fim do programa ocorra ainda em 2018. Mais: tais declarações de Praet foram algo que também fortaleceram o Euro nesta sessão.


BRASIL: PERMANECE O AMBIENTE DE INCERTEZAS.

Mercados… O Ibovespa opera em queda, abaixo dos 76 mil pontos, puxado por ações de Itaú e Petrobras. Pressões de alta são registradas sobre o dólar, seguindo a cautela dos investidores com o quadro político local. A cotação, por sinal, segue em nível alto, e é negociado próximo de R$ 3,82. No mercado de juros, os DIs disparam; e a percepção de risco país, medida pelo CDS de 5 anos, segue também em alta (+2%, às 15h, horário de Brasília), precificando este ambiente de incertezas locais.

Destaques do Ibovespa… Petrobras é uma das principais baixas do Ibovespa, neste início de tarde. O movimento é reflexo do bloqueio judicial para a venda da TAG (veja mais no Guide Empresas ), considerada um dos principais ativos do Plano de Desinvestimento da estatal. Na outra ponta, destaque para as exportadoras, em especial, Suzano. Os papéis avançam firme em um contexto de dólar forte, e valorização da celulose nos mercados internacionais. Minerva também permanece entre as altas em meio ao fluxo de notícias sobre a fusão com a BRF.

Sobre o caso Ilan… Ontem, Ilan Goldfajn, presidente do BC, tinha uma reunião agendada com Michel Temer. O encontro não aconteceu, e o mercado especulou uma possível saída de Ilan na presidência da instituição. Entretanto, não há — por ora — indícios de uma troca no comando do BC. Mas vale uma ressalva: dos 3 cargos mais relevantes de Temer para garantir sua política econômica, Meirelles (ministério da Fazenda) e Pedro Parente (ex CEO da Petrobras) já entregaram seus postos neste ano.

Do lado macro: dados da Anfavea… A produção de veículos no Brasil caiu 20,2% a/a, segundo a Anfavea. Em base anual, a queda foi de 15,2%. O setor de automóveis produziu, em maio, 212.294 unidades (vs. 250.271 em maio de 2017). Lembrando: os números foram prejudicados pela greve dos caminhoneiros. Ainda assim, o resultado interrompeu a sequência de 18 meses consecutivos de alta.


    Sobre as oscilações do pregão:

    Ibovespa: : -0,27%, aos 76.436 pontos;
    Real/Dólar: +0,43%, cotado a R$3,826;
    Dólar Index: -0,21%, 93,683;
    DI Jan/21: +11 pontos base; 9,160%;
    S&P 500: +0,44%, aos 2.761 pontos.

    *Por volta das 15h11, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

    Contatos

    Renda Variável*


    Luis Gustavo Pereira – CNPI
    [email protected]

    Equipe Econômica

    Ignácio Crespo
    [email protected]

    Lucas Stefanini
    [email protected]

    Rafael Gad
    [email protected]

    *A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
    “Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/2010, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
    Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

    Equipe Econômica

    Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

    102

    relacionados

    Bitnami