Segundo Tempo: A caminho da 9° alta consecutiva…

tags Intermediário

Introdução: No exterior, o cenário ainda é positivo para os ativos de risco. As bolsas da Europa encerram a sessão em alta, e as bolsas de NY avançam. Por lá, destaque para os dados da economia americana, que seguem fortes e contribuem para impulsionar as bolsas internacionais. Já o dólar segue mais fraco frente aos seus principais pares, enquanto as commodities têm viés ainda positivo. Por aqui, o Ibovespa caminha para a 9ª alta consecutiva, em linha com o quadro externo mais favorável. No front político, o mercado acompanha as trocas ministeriais no governo.


CENÁRIO EXTERNO: MERCADOS SEGUEM COM GANHOS.

Sobre os mercados… As bolsas da Europa, e também dos EUA, operam com ganhos nesta 5ª. Isto é, diga-se de passagem, algo que observamos desde o início da sessão, no pregão europeu. As commodities seguem a mesma tendência, e tem dia mais positivo. Já o dólar perde forças frente aos seus principais pares, após ata do FOMC demonstrar tendência gradual no ciclo de alta de juros americanos. Lá fora, nos EUA, em particular, investidores digerem os indicadores econômicos. O quadro segue, portanto favorável para ativos de riscos.

Nos EUA, dados sobre o mercado de trabalho… Segundo pesquisa ADP, houve uma criação de 250 mil novos postos de trabalho em dezembro. Por sinal, os dados vieram bem acima do esperado pelo consenso, e contribuíram para impulsionar os mercados externos. As projeções, segundo a Bloomberg, era de uma criação de 190 mil novas vagas. Assim, os dados corroboram com a perspectiva de um crescimento americano mais forte, e um mercado de trabalho ainda aquecido.

Entre altas e baixas… Para as commodities, em especial o petróleo, o dia é de volatilidade. A commodity abriu a sessão em alta, refletindo as tensões políticas entre Irã e EUA, e logo depois passou a operar em baixa. Investidores também seguem com cautela ainda em relação a oferta e demanda da commodity projetada para este ano. Mais tarde, a commodity voltou a operar em alta após divulgação do relatório oficial de estoques de petróleo (DoE) na última semana nos EUA. Entre os destaques, os dados reportaram queda nos estoques de petróleo, vindo melhor do que a expectativa do mercado.


BRASIL: IBOVESPA AVANÇA MAIS UM DIA, E DÓLAR E CDS RECUAM.

9ª alta consecutiva… O Ibovespa se mantém, novamente, no campo positivo, dando sequencia aos movimentos observados ontem. Alias, vale ressaltar que o Ibovespa apresenta a 9ª alta consecutiva na sessão desta 5ª. O índice opera próximo dos 79 mil pontos, impulsionado pela valorização dos papéis da Vale, Petrobras, e bancos. A bolsa caminha para renovar mais uma nova marca histórica de fechamento. O ambiente favorável ainda para ativos de riscos no exterior e alta das commodities impulsiona os mercados locais.

Mais sobre o Ibovespa… As ações das siderúrgicas são destaques positivos do Ibovespa. Próximo das 15h, Usiminas avançava mais de 6%, Gerdau subia 5%, e CSN reportava alta de 4%. Os papéis refletem os reajustes de preços anunciado ontem pela CSN (veja mais em nosso Guide Empresas), e indicam o ambiente favorável para novos aumentos de preço da commodity no Brasil.

Reformas dos Ministérios… Desde dezembro, 3 ministros já foram substituídos (do ministério das Cidades, do Trabalho, e da Secretaria do Governo). Agora, mais uma vaga está aberta: o ministério da Indústria e Comércio. Outras 11 deverão ser liberadas até início de abril pelos ministros que sairão como candidatos. O presidente Temer ainda reforçou aos ministros que quem optar por deixar o cargo será prontamente atendido. A estratégia do Governo é que, pelo menos, 15 postos nos ministérios devem ainda ser distribuídos entre os partidos que votarem a favor da reforma da Previdência.

Vagas incertas… Comenta-se ainda que Dyogo Oliveira (Ministro do Planejamento) também deve deixar o cargo e se candidatar a deputado. Outros 2 ministros podem concorrer a algum cargo: Aloysio Nunes Ferreira (do Ministério de Relações Internacionais) e Blairo Maggi (do Ministério da Agricultura). Vamos acompanhar.

Mais sobre os mercados… Mais sobre os mercados… O dólar é pressionado para baixo, em linha com o comportamento da moeda americano no exterior e queda do CDS de 5 anos do país. Por sinal, o CDS opera próximo dos 149 pontos, sendo a 10ª queda seguida e no menor nível desde outubro de 2014. Por outro lado, os DIs seguem sem direções. Em suma, o quadro externo favorável para ativos de riscos e perspectivas melhores com a economia brasileira se sobrepõe as notícias mais negativas e incertezas com a situação fiscal do país.

Rafael Gad Passos – Equipe Econômica

 

 


Sobre o fechamento do último pregão:

Ibovespa: +1,33%, aos 79.032 pontos;
Real/Dólar: -0,35%, cotado a R$3,226;
Dólar Index: -0,29%, 91,826;
DI Jan/21: -02 pontos base; 8,830%;
S&P 500: +0,36%, aos 2.722 pontos.

*Por volta das 14h51, horário de Brasília. Obs.: a taxa de câmbio utilizada é a referência da Bloomberg.

Contatos

Renda Variável*


Luis Gustavo Pereira – CNPI
[email protected]

Equipe Econômica

Ignácio Crespo Rey
[email protected]

Lucas Stefanini
[email protected]

Rafael Gad
[email protected]

*A área de Renda Variável é a responsável por todas as recomendações de valores mobiliários contidas neste relatório.
“Este relatório foi elaborado pela Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores, para uso exclusivo e intransferível de seu destinatário. Este relatório não pode ser reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores. Este relatório é baseado em informações disponíveis ao público. As informações aqui contidas não representam garantia de veracidade das informações prestadas ou julgamento sobre a qualidade das mesmas e não devem ser consideradas como tal. Este relatório não representa uma oferta de compra ou venda ou solicitação de compra ou venda de qualquer ativo. Investir em ações envolve riscos. Este relatório não contêm todas as informações relevantes sobre a Companhias citadas. Sendo assim, o relatório não consiste e não deve ser visto como, uma representação ou garantia quanto à integridade, precisão e credibilidade da informação nele contida. Os destinatários devem, portanto, desenvolver suas próprias análises e estratégias de investimentos. Os investimentos em ações ou em estratégias de derivativos de ações guardam volatilidade intrinsecamente alta, podendo acarretar fortes prejuízos e devem ser utilizados apenas por investidores experientes e cientes de seus riscos. Os ativos e instrumentos financeiros referidos neste relatório podem não ser adequados a todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os objetivos de investimento, a situação financeira ou as necessidades específicas de cada investidor. Investimentos em ações representam riscos elevados e sua rentabilidade passada não assegura rentabilidade futura. Informações sobre quaisquer sociedades, valores mobiliários ou outros instrumentos financeiros objeto desta análise podem ser obtidas mediante solicitações. A informação contida neste documento está sujeita a alterações sem aviso prévio, não havendo nenhuma garantia quanto à exatidão de tal informação. A Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores ou seus analistas não aceitam qualquer responsabilidade por qualquer perda decorrente do uso deste documento ou de seu conteúdo. Ao aceitar este documento, concorda-se com as presentes limitações.Os analistas responsáveis pela elaboração deste relatório declaram, nos termos do artigo 17 da Instrução CVM nº. 483/10, que: (I) Quaisquer recomendações contidas neste relatório refletem única e exclusivamente as suas opiniões pessoais e foram elaboradas de forma independente, inclusive em relação à Guide Investimentos S.A. Corretora de Valores.“
Rafael Gad Passos Rafael Gad Passos

Equipe Econômica

Graduado em Administração de Empresas na ESPM. Possui certificação de Mercado de Ações (BMF&Bovespa). Possui experiência na área de análise do Banco Bradesco Investimentos e atualmente faz parte da equipe de Research da Guide Investimentos, com foco nas empresas do Ibovespa.

48

relacionados

Bitnami